Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2016

10 formas de ensinar responsabilidade às crianças

Da série Para Mães e Pais que temos no blog, falaremos hoje sobre algumas formas de ensinar responsabilidade para crianças. A responsabilidade é fundamental para o amadurecimento. A criança que aprende a ser responsável, tem maiores condições de ser feliz, ter sucesso profissional e se sentir realizada no futuro. Mas antes de partirmos para as dicas, é preciso fazer uma importante consideração. Não existe regra universal para educar e criar crianças. Ou seja, não existe e nunca existirá um manual de educação com receitas prontas para educar crianças. O que existe, e a psicologia estuda, são fatores essenciais para o desenvolvimento infantil – que continua na adolescência, maturidade e velhice. Isso quer dizer que existem diversos horizontes de possibilidades de educação válidos para o crescimento saudável e seguro. Dependendo da criança, uma possibilidade pode ser melhor que a outra. Portanto, as dicas nesse texto não devem ser entendidas como regras rígidas. Devem ser entendidas como eixos…

Sinais de que você não está vivendo de verdade

O intuito deste texto é ser uma referência para reflexão. O que me motivou a escrevê-lo é minha experiência na clínica psicológica. É bastante visível que as principais queixas das pessoas estão relacionadas a um desejo de viver a vida de forma diferente – seja por meio de uma mudança radical ou sutil. Isso em si, já pode ser um indicativo que não estão vivendo de verdade.

Mas o que é viver de verdade? Viver de verdade está relacionado à uma vida com sentido, que algumas pessoas entendem como viver com felicidade. No fundo, viver de verdade ganha significado particular para cada um. Se você quiser saber mais sobre isso, leia este artigo sobre felicidade, este sobre aleveza da vida, e este outro sobre osofrimento como parte da vida.

Voltemos ao tema central do artigo. Elaborei uma pequena lista de alguns sinais que percebo serem comuns ou recorrentes na vida das pessoas, que indicam que você pode não estar vivendo sua vida de verdade, talvez apenas sobrevivendo na sociedade.
"Não que…

“É só fazer isso...”: quem nunca ouviu esta quando tem um problema?

Se você teve algum problema pessoal recentemente, deve ter se deparado com esta promessa de solução “É só fazer isso... e resolve”.

E você deve ter percebido que não foi tão simples assim. Pode ser que ainda esteja vivendo este problema, e já percebeu que nenhuma receita para o seu problema pessoal deu certo. E existe essa fórmula de solução para diversas coisas:
Está constantemente triste: “É só encontrar algo que te faz bem”;Está ansioso: “É só parar de se preocupar com o que pode acontecer e aproveitar o momento”;Perdeu o emprego: “É só ter paciência e não desistir”;Gosta de alguém e não sabe como se aproximar: “É só ir lá conversar, o não você já tem”.Tem problema com o chefe no trabalho: “É só respirar fundo e não ligar para as grosserias dele”.Está com problemas no casamento: “É só manter a calma e conversar sobre os problemas”.
Enfim, há uma infinidade de conselhos mágicos que prometem fazer os problemas sumir em. Mas na realidade, quem está vivendo o problema, sabe que é muito mai…

O (des) controle emocional que tentamos ter diariamente

O termo controle emocional é recorrente em nossa sociedade, e se refere a uma habilidade bastante valorizada, principalmente no trabalho e na carreira. Controle emocional é ter razão, não gerar conflitos desnecessários, etc. Agora te pergunto: Você considera que consegue se controlar? Seja qual for a sua resposta, vou pedir para você desconsiderá-la por um momento. E tente responder a este questionamento novamente no final deste texto. Abandone o que você entende por controle emocional Provavelmente, muito do que você entende por controle emocional está equivocado, no sentido que a palavra controle pode gerar ambiguidade. E, na verdade, é mais provável que as pessoas entendam o termo controle emocional, como a capacidade de dominar as emoções. O que faz sentido se considerarmos o caráter instintivo e primitivo que as emoções tem na nossa sociedade. E em contrapartida a racionalidade é fortemente valorizada. Saiba do seguinte: não é possível dominar as emoções, o que, portanto, coloca esta h…